+351 262 824 654
+351 966 884 333

geral@livrariaalfarrabista.com
AUTORES
Adolfo Casais Monteiro
Adolfo Coelho
Afonso Correia
Afonso Duarte
Afonso Lopes Vieira
Agustina Bessa Luís
Al Berto
Alberto Bramão
Alberto de Lacerda
Alberto de Serpa
Alberto de Sousa
Alberto Ferreira
Alberto Pimenta
Alberto Pimentel
Albino Forjaz de Sampaio
Albino Lapa
Alexandre Herculano
Alexandre O´ Neill
Alfredo Gândara
Alfredo Lamas
Alfredo Mesquita
Alfredo Pimenta
Alice Vieira
Almeida Garrett, J. B. De
Alvaro Feijó
Alves Redol
Amália Rodrigues
Ana Hatherly
André Breton
Antero de Figueiredo
Antero de Quental
António Aleixo
António Aragão
António Barahona da Fonseca
António Botto
António de Cértima
António de Navarro
António dos Santos Rocha
António Feijó
António Feliciano de Castilho
António Ferro
António Gedeão ( Rómulo de Carvalho )
António José Forte
António Lobo Antunes
António Maria Lisboa
António Nobre
António Patrício
António Pedro
António Ramos Rosa
Antunes da Silva
Aquilino Ribeiro
Armando Ferreira
Armindo Rodrigues
Artur Anselmo
Augusto Abelaira
Augusto Gil
Augusto Reis Machado
Azinhal Abelho
Baltazar Estaço
Baptista Bastos
Bento Carqueja
Brandao de Brito
Branquinho da Fonseca ( António Madeira )
Cabral do Nascimento
Caldwell
Camilo Castelo Branco
Carlos de Oliveira
Carlos de Passos
Carlos Eurico da Costa
Carlos Ferrão
Carlos Selvagem
Castro Soromenho
Celestino Gomes
Cesário Verde
Chagas Franco
Costa Barreto
Cruzeiro Seixas
Cunha Leal
Daniel Filipe
David Mourão Ferreira
Dino Preti
Diogo Caminha
Diogo do Couto
Domingos Monteiro
E. M. de Melo e Castro
Eça de Queiroz
Eduardo de Noronha
Eduardo Gageiro
Eduardo Scarlatti
Elísero Pinto
Ernesto M. de Melo e Castro
Eugénio de Andrade
Eugénio de Castro
Faure da Rosa
Federico García Lorca
Fernanda Botelho
Fernanda de Castro
Fernando Guimarães
Fernando Lopes Graça
Fernando Namora
Fernando Pessoa
Ferreira de Castro
Florbela Espanca
Francisco de Sousa Neves
Francisco Rodrigues Lobo
Franco Nogueira
Gentil Marques
Gervásio Lima
Gervásio Lobato
Gomes de Brito
Graça Pina de Morais
Guedes de Amorim
Helder de Macedo
Helena Malheiro
Henrique Galvão
Herberto Helder
Hipólito Raposo
Irene Lisboa
J. V. Jorge
Jaime Cortesão
João Barreira
João Cesar Monteiro
João de Araújo Correia
João de Barros
João de Deus
João Gaspar Simões
João Miguel Fernandes Jorge
Joaquim Leitão
Joaquim Manuel Magalhães
Joaquim Paço D´Arcos
Joaquim Pessoa
Joaquim Vieira Natividade
Jorge de Sena
Jorge Guimarães
José Blanc de Portugal
José Cardoso Pires
José Carlos Ary dos Santos
José de Almada Negreiros
José Duro
José Ferreira Monte
José Gomes Ferreira
José Jorge Letria
José Loureiro Botas
José Malhoa
José Régio
José Rodrigues Migueis
José Saramago
José-Alberto Marques
Julieta Ferrão
Júlio Dantas
Julio de Castilho
Leonel Neves
Lourenço Chaves de Almeida
Luandino Vieira
Luis de Sttau Monteiro
Luís Forjaz Trigueiros
Luís Varela Aldemira
Luís Veiga Leitão
Luiz de Figueiredo da Guerra
Luiz Pacheco
Luiza Neto Jorge
Magalhães Lima
Manuel Alegre
Manuel Bandeira
Manuel Breda Simões
Manuel da Fonseca
Manuel de Campos Pereira
Manuel de Sousa Pinto
Manuel Geraldo
Manuel Grangeio Crespo
Manuel Lima
Manuel Múrias
Manuel Pinheiro Chagas
Manuel Ribeiro
Manuel Vieira Natividade
Marcelo Caetano
Maria Alberta Menéres
Maria da Graça Azambuja
Maria Gabriela Llansol
Maria Lourdes de Castro
Maria Ondina Braga
Maria Teresa Horta
Mariano Calado
Mário Braga
Mário Cesariny de Vasconcelos
Mário Cláudio
Mário de Sá Carneiro
Mário Henrique Leiria
Mario Saa
Mário Soares
Máximo Lisboa
Miguel Esteves Cardoso
Miguel Torga
Natália Correia
Natércia Freire
Nuno de Montemor
Nuno Júdice
Orlando de Albuquerque
Pedro Dias
Pedro Homem de Mello
Pedro Mayer Garção
Pedro Oom
Pedro Tamen
Pedro Vitorino, Dr.
Políbio Gomes dos Santos
Rafael Bordalo Pinheiro
Ramalho Ortigão
Raul Brandão
Raul de Carvalho
Raul Leal
Raul Lino
Raúl Perez
Raul Rêgo
Reynaldo dos Santos
Ricardo Reis
Rocha Martins
Rogério de Freitas
Romeu Correia
Ruben A
Rui de Melo
Rui Knopfli
Ruy Belo
Ruy Cannas
Ruy Cinatti
Salette Tavares
Samuel Maia
Sebastião da Gama
Sidónio Muralha
Silva Tavares
Soeiro Pereira Gomes
Sophia de Mello Breyner Andresen
Sousa Costa
Taborda de Vasconcelos
Teixeira de Pascoaes
Teixeira de Sousa
Telo de Mascarenhas
Teófilo Braga
Thiago de Mello
Tomás da Fonseca
Urbano Tavares Rodrigues
Valeriano de Campos
Vasco Graça Moura
Vergilio Correia
Vergilio Ferreira
Victor Palla
Virgílio Arruda
Virgílio Martinho
Vitor Serrão
Vitorino Nemésio
Wenceslau de Moraes
Y. K. Centeno
Arquitetura
Livros por página
(Ref. 15627)
Ano: 1995
Lisboa; Edições Inapa - Ministério das Obras Públicas Transportes e Comunicações; In-4º de 412 (22) páginas; Ilustrado; Encadernado

“O que se pretende com a publicação da presente obra é deixar um testemunho escrito e acessível do que foi concluído, realizado e iniciado durante estes últimos cinco anos no âmbito do Ministério das Obras Públicas, Transportes e Comunicações (...)”. — da Introdução de Joaquim Ferreira do Amaral.
Obra profusamente ilustrada com imagens fotográficas.
Exemplar em bom estado de conservação. Com encadernação editorial, conservando o estojo de protecção.
Preço:
35€
(Ref. 15629)
Ano: 1983    1ª Edição
Lisboa; Pisa - Babel; In-4º oblongo de 74 folhas; Ilustrado; Cartonado

Rara abordagem histórico-arquitectónica do estranho edifício quinhentista na ribeira de Lisboa atribuído a Braz de Albuquerque. Ilustrado com diversas imagens fotográficas, desenhos, plantas, mapas, etc.
Citando os autores: «[...] A aparente ambiguidade na concepção arquitectónica da Casa dos Bicos, entre um programa medieval e uma aspiração renascentista, esconde uma temática mais profunda, fundamental para a compreensão desta casa e de toda a arquitectura portuguesa; o conflito entre uma concepção espacio-temporal oriental, descontínua e estática, e uma concepção europeia, essencialmente contínua e dinâmica. [...]
Já nas iluminuras dos princípios do séc. XVI, atestando uma tradição e costume anterior, Lisboa aparece pontuada de largas varandas-galerias, desaparecidas posteriormente da gramática arquitectónica portuguesa.
Duma notável qualidade urbana e vivêncial, as vastas galerias e loggias, aparecem fechadas a partir do séc. XVII por um rigoroso luto urbano e cultural, ligado sem dúvida às reformas religiosas e ao omnipresente poderio jesuítico. Ficou assim apagado um dos elementos importantes para a compreensão da estrutura dos espaços domésticos portugueses, relegando para a loggia italiana renascentista uma tradição profundamente portuguesa. [...]
A descoberta do páteo da Casa dos Bicos e da sua função como núcleo de distribuição, organizador do programa arquitectónico, vem aproximar a Casa dos Bicos do grupo de casas dos séc. XVI e XVII de raíz mediterrânica-árabe. [...]
No núcleo da arquitectura doméstica portuguesa, a Casa dos Bicos é talvez a primeira transposição formal duma simbiose entre duas visões espaço-temporais distintas, a fachada-muro.
Esta concepção manifesta-se por uma aproximação virtual da casa pelo exterior, através duma fachada que se mantém contudo pouco fenestrada, por vezes quase cega ao nível das entradas, mas abrindo-se generosamente sobre o jardim lateral ou páteo. [...]»
Exemplar com ligeiros sinais de manuseamento nas capas, miolo em bom estado de conservação.

Preço:
30€
(Ref. 15341)
Ano: 1961    1ª Edição
Lisboa; edição do Sindicato Nacional dos Arquitectos; In-4º de 2 volumes com 351(1) e 375(1) páginas; Ilustrado; Encadernado

O Inquérito à Arquitectura Popular em Portugal designa uma série de trabalhos de campo levados a cabo na década de 50 do século XX por equipas de arquitectos portugueses, com o intuito de catalogar de forma objectiva a arquitectura vernacular no território português. A ideia de um inquérito à arquitectura regional portuguesa teve como base uma ideia dos arquitectos José Huertas Lobo e Francisco Keil do Amaral publicada em 1947 na revista Arquitectura: Revista de Arte e Construção editada pelo grupo ICAT. A primeira iniciativa de concretização teve lugar em 1949, por iniciativa do Sindicato Nacional dos Arquitectos, então sob a presidência do arquitecto Francisco Keil do Amaral, e de cuja direcção faziam igualmente parte os arquitectos Inácio Peres Fernandes, Dário Vieira e João Simões, junto do Instituto de Alta Cultura.
Obra dividida em dois volumes, sendo o primeiro: Zona 1- Minho; Zona 2 - Trás-os-Montes; Zona 3 - Beiras o segundo volume: Zona 4 - Estremadura; Zona 5 - Alentejo; Zona 6 - Algarve. Profusamente ilustrada com foto-gravuras a preto e branco impressas sobre papel de qualidade superior e com grande apuro no arranjo gráfico.
Exemplares com encadernação sólida, com ligeiros picos de acidez, miolo em bom estado de conservação. De salientar que foram encadernados juntamente com a obra todas as capas dos fascículos.

Preço:
250€
(Ref. 15318)
Ano: 1966    1ª Edição
Lisboa; Livros Horizonte; In-4º de 208 páginas; Ilustrado; Encadernado

Importante trabalho sobre Nicolau Nasoni, notável figura na história da arte portuguesa e autor de alguns dos mais belos monumentos portuenses e um dos mais notáveis trabalhos de Robert mith. Edição esmerada, impressa sobre papel de boa qualidade e ilustrada com numerosas estampas em separado.
Exemplar com magnífica encadernação editorial, em bom estado de conservação geral. Conserva a sobre-capa editorial.
Preço:
150€
(Ref. 14661)
Ano: 1989
Porto; Fundação Eng. António de Almeida; In-8º de 387(5) páginas; Ilustrado; Brochado

Obra de grande interesse para o estudo da arquitectura da época e local. Ilustrada com foto-gravuras a preto e branco.
Exemplar com picos de acidez nas primeiras e últimas folhas e cortes, em bom estado de conservação geral.
Preço:
22€
(Ref. 14546)
Ano: s/d
Porto; Livraria Fernando Machado; In-4º de 79(1) páginas; Ilustrado; Brochado

Separata do "Boletim Cultural" da Câmara Municipal do Porto Vol. XXXI - Fasc. 3-4. Tiragem de 300 exemplares numerados e assinados pelo autor.
Obra de grande interesse para o estudo arquitectónico local.
Exemplar com ligeiras manchas nas capas de brochura, miolo em bom estado de conservação.
Preço:
25€
(Ref. 14581)
Ano: 1965    1ª Edição
Porto; Centro de Estudos de Etnologia Peninsular; In-8º de 117(3) páginas; Ilustrado; Brochado

Obra profusamente ilustrada com desenhos, gravuras e fotografias impressas em papel couché, de grande importância para o estudo etnográfico e arquitectónico local.
Exemplar em bom estado de conservação, possui páginas ainda por abrir.
Preço:
55€
(Ref. 14513)
Ano: 1931    1ª Edição
Gaia; Edições Pátria; In-4º de 119(1) páginas; Ilustrado; Brochado

Obra número VII da colecção "Estudos Nacionais" de grande interesse histórico e local deste belo monumento de Tomar.
Exemplar com ligeiros danos de manuseamento nas capas de brochura, miolo em bom estado de conservação.
Preço:
25€
 1  2  3  Seguinte

 CARRINHO VAZIO
NEWSLETTER
E-mail:
Se deseja receber no seu e-mail novidades sobre os nossos artigos, coloque o seu endereço de E-mail e clique em Subscrever

  Autorizo que o meu e-mail seja utilizado para o envio de informações comerciais(newsletter, lista de novidades,…)
O nosso website usa cookies para melhorar e personalizar a sua experiência de navegação. Ao continuar a navegar, está a consentir a utilização de cookies      ENTENDI LER MAIS